26 de novembro de 2010

Um livro aberto, versículo 6.

Era um livro de bolso que convivia bem com lenços de assoar, os trocos e um canivete suiço. Um dia, por inadvertência, foi parar à lavandaria. Voltou, amortalhado num saco de plástico transparente e com o logotipo da empresa impresso a verde.

Etiquetas:

1 Comentários:

At 26/11/10, 11:29, Blogger Graça C. Santos comentou...

O livro apagou-se mesmo? Porque tendo sido, certamente, lavagem a seco, fico a pensar se não se salvou de um destino mais trágico. E as letras da empresa impressas a verde sempre podem significar alguma esperança. Não estará o dito moribundo em vez de morto?

 

Enviar um comentário

<< Página inicial