26 de outubro de 2007

O Lugar



4 Comentários:

At 26/10/07, 17:50, Blogger bettips comentou...

Terrível lucidez. Que o teu canto/lugar te seja "encontrado".
Abç

 
At 28/10/07, 21:23, Blogger Licínia Quitério comentou...

Porque procuras o lugar? Será ele que te encontrará. Como os gatos...

P.S. Devia dizer mais, mas estou um pouco zangada com o meu lugar.

Um beijo.

 
At 31/10/07, 15:27, Blogger butterfly comentou...

Vim até aqui por causa de um comentário num blog.
África e um lugar qualquer numa guerra esquecida por muitos.
Aqui deparo-me com um "ensaio" sobre o lugar.
Eu pertenço e permaneço em muitos lugares. por vezes penso que ainda não encontrei o meu, o definitivo.

 
At 13/11/07, 11:34, Blogger maria carvalhosa comentou...

Envolvente, eloquente, racional, emotivo (a fingir que não o é). São os quatro adjectivos que me ocorrem para classificar a tua dissertação filosófica sobre "o lugar", após uma primeira leitura. Deveria ler mais vezes, e encontraria, por certo, muito mais: concordâncias, opiniões contraditórias, complementares, suplementares, a despropósito, que sei eu?... Não o farei!

Que este lugar seja o teu (ou um dos teus...) e que continues a partilhá-lo, para que também seja um pouco meu (gosto de gostar dos lugares dos meus amigos... neste mundo virtual, se não gostasse dos seus lugares, poderiam nuncar sequer chegar a ser amigos).

É através dos lugares que, em primeira instância, aqui se chega às pessoas. Uma vez encontradas, e estabelecida a ligação, o afecto, surge uma certa inversão de valores: vamos atrás dos amigos, sejam quais forem os lugares por eles escolhidos. Se gostarmos desses lugares, tanto melhor!...

Beijos.

 

Enviar um comentário

<< Página inicial